• 15 3259-1666 / 15 99144-7573
  • pintdigital.com.br

RGB ou CMYK, e agora?

Já recebeu seu material impresso com cores bem diferentes do que estava na tela? Talvez parecia ter cores vivas e vibrantes, mas ao receber seu impresso não era o que você esperava?

Isso pode ter acontecido apenas por um detalhe: O PERFIL DE COR usado na hora de gerar o arquivo.

Vamos tentar explicar de um modo rápido e simples!

Red. (vermelho) Green (Verde) e Blue (Azul)

Este padrão é utilizado para exibição em monitores de computador, televisores e smartfones em geral. Você enxerga as cores utilizando o sistema de cores baseado em luz. Falando de um modo simples, o que você está enxergando é uma variação da intensidade de luz “vermelha, verde e azul”. Cada pontinho da tela é formado da variação de intensidade dessas três cores.

Exemplo:  O preto em RGB é composto por (R=0, G=0, B=0) ou seja as três cores apagadas, se falarmos do branco será o oposto (R=255, G=255, B=255) os três pontos com intensidade máxima de luz. Todas as outras cores são uma variação dessa combinação de intensidade.

 

Cyan (Azul) Magenta (Magenta) Yellow (Amarelo), Black (Preto)

Estas são as quatros cores primarias, que quando combinadas formam cores ilimitadas. Este padrão é mais usado para impressão, é o CMYK que sua impressora utilizada para gerar a imagem no papel. Cada pontinho impresso na folha é composto dessas quatro cores misturadas e geram a imagem.

Isso nos faz entender por que as vezes não conseguimos o resultado ideal em nossos impressos! Todas as cores geradas em RGB (mistura de luz) não podem ser reproduzidas com a mistura de tintas em CMYK. Em resumo, seu monitor apresenta cores que sua impressora não vai conseguir imprimir.

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE ARTIGO?

Deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão! Assim a gente melhora ainda mais o nosso conteúdo. Afinal, o conhecimento se faz em conjunto 😀
Obs.: o seu e-mail não será divulgado.

« voltar topo ↑